domingo, 17 de julho de 2016

Relato Audax Espumante 2016- Adilson

Relato - 19/06/2016 Adilson Lilge Geri
Meses atrás recebi um convite do Luiz Faccin para participar do audax do espumante, 25 km de caminhada que seria realizado no município de Garibaldi, de férias já seria uma boa desculpa para viajar. Eu e minha esposa Silvia Pereira saímos de Cristal no sábado pela madrugada, subimos a rota do sol e uma passada em Cambará do Sul para conhecer o Cânion Fortaleza, após seguimos para Garibaldi, nos hospedamos e fomos ver a estação Maria Fumaça onde seria a chegada do audax e após fomos para o Hotel Casacurta, local do Briefing, detalhe, fomos a pé onde deu pra sentir as fortes subidas daquela cidade.
Dos caminhantes quem eu conhecia era o Faccin e sua esposa, algumas outras pessoas já havia visto no Fleche que fizemos até Santa Cruz do Sul este ano. Conheci o Moacir S. Dal Castel, um dos organizadores e uma pessoa bem divertida, com sua máquina fotográfica a tiracolo sempre.
Havia lido o regulamento e vi que não era somente caminhar 25 km, era uma caminhada longa, com tempo predeterminado que tornava a caminhada um pouco mais exigente, atraente e desafiadora. 
Pequeno resumo: Caminhar com velocidade de +-6km/h, acompanhado de um capitão de rota, em grupo, com paradas de 10min a cada 50min de caminhada. Gostei do fato de ter um capitão você não precisa se preocupar com o percurso, sem GPS, sem cartão de rota, só curtir o visual.
Semana anterior fiz uma caminhada de 15km para ver qual melhor tênis e meias, roupa adequada, resolvi ir com a camisa de ciclismo para ter a opção dos bolsos traseiros, levar ou não mochila de hidratação, afinal se o nome é audax, não dá pra levar de brincadeira, mesmo parecendo tão pouco 25km pra quem pedalou 600km 15 dias atrás.
Após um rápido aquecimento com a professora Mariane Schmidt saímos pontualmente ás 7h, eram em torno de 65 caminhantes aproveitando aquela temperatura que estava próximo a zero grau, mas logo esse frio foi passando, sentia um pouco só no rosto, única parte que deixei descoberta.
Caminhamos um tempo por dentro da cidade onde já se via muitos pontos de geada, logo depois do Hotel São José havia várias cédulas no chão, uns até acharam que não eram verdadeiras, mas eram e juntaram garantindo o lanche.
Durante toda a prova procurei estar sempre perto do capitão de rota, eu e mais alguns fomos os fiéis escudeiros dele em toda a prova, como as paradas nos pcs eram rápidas não dava pra ficar muito longe dele, chegar no PC, carimbar passaporte, ir ao banheiro, ajustar algo, comer alguma coisa, tudo requer agilidade e o tempo vai se esgotando. Ficou acertado que quando faltasse um minuto para retornar a caminhada o Faccin apitaria.
Ao entrar na parte mais do interior no vale dos vinhedos a paisagem ficou mais linda, aqueles campos branquinhos de geada, lembro que um guerreiro até se deitou na grama, acho que foi o Eduardo Geiss.
7h50 min – 5km – PC 1 – Vinhos Bettu, estava com uma vontade munaia de ir ao banheiro, após carimbei o passaporte e já fui degustando o vinho que era oferecido pelo proprietário, juntamente com suco de uva e frutas, aquele lugar ao meio de parreirais e grama branca da geada formava um cenário muito lindo, o pessoal aproveitou para fazer várias fotos, não demorou muito e se ouviu o apito para voltar a caminhar.
Logo após a saída pegamos algumas subidas e uns dois km de estrada de chão, não demorou muito e novamente estava com vontade de ir ao banheiro, acho que tomei muito suco e os pés gelados ajudava.
Conversei com o Nei Zulian que é de Erechim e havia também feito o fleche até Santa Cruz, aliás, notei que dos participantes muitos eram ciclistas, não conhecia a maioria, mas pelos comentários cheguei a essa conclusão.
Estava sempre por perto do Robson um cara bem divertido que com seus comentários arrancava risos da turma.
O Moacir era visto praticamente a cada km registrando fotos e também brincava conosco.
9h10 min – 11km – PC 2 – Zaccaron alimentos, Antes da chegada alguns caminhantes se aproximaram correndo para irem ao banheiro logo, carimbei o passaporte e fui para a fila também, após pude provar uns biscoitos maravilhosos, e mais suco de uva, não quis mais vinho, fiquei com medo de alguma reação mais adiante, essa combinação de exercício físico e álcool junto não me agrada muito. 
As retomadas sempre eram geladas, mas agora logo na saída deste PC uma subida bem longa aqueceu bem, O Faccin se adiantava às vezes para também registrar algumas fotos.
10h04 min – 16km – PC 3 – salão comunidade Garibaldina, rapidamente chegamos a este PC onde tinha frutas, suco e agora um sanduba, podendo ser escolhido pão preto ou branco, bom demais né? Peguei o meu e desta vez tirei a mochila das costas e me sentei um pouco, o cansaço começava a chegar, nem bem comi e o apito soou novamente.
Saímos junto com o Faccin e ainda tinha gente chegando no PC, as subidas anteriores dividiram o pessoal, numa caminhada 100mt de distância ao capitão de rota é mais ou menos 1min de diferença.
O Faccin me perguntou se estava gostando e o que estava achando do audax, e ao mesmo tempo ele mesmo respondeu dizendo que era parecido como fazer um audax 200 de pedal, porém com menos tempo, realmente foi essa percepção que tive, claro que nessa hora já sentia umas dores nos músculos, mas nada muito grave, só pelo esforço mesmo.
10h45 min – 19km – PC 4 – salão comunidade Borgueto, foi o trecho mais curto, cheguei, carimbei o passaporte e não quis nem ver mais alimentos, havia comido em todos os pcs e estava cheio, aproveitei para sentar e descansar. Neste PC a turma se juntou novamente e na saída o Moacir convocou todos para fazer uma foto da galera.
Apartir daí já estavam todos só pelo espumante na chegada, foi o trecho mais longo, mas acho que o clima de finalmente deixava a turma mais tranquila. Na frente de uma casa pelo lado de fora do pátio surgiu um cachorro munaia e latindo colocou medo na turma, ninguém queria estar na frente, tarefa do capitão de rota que não sei onde estava nessa hora, quando o cusco entrou no pátio e o portão fechou começou a aparecer os valentes novamente.
Antes de chegar à estação Maria Fumaça de Garibaldi o tempo estava tranquilo e ainda esperamos mais alguns para que a chegada fosse ao meio dia e com a maioria do pessoal junto, um último esforço ainda para subir os degraus da escada que dá acesso à estação.
A Silvia estava me esperando na chegada, onde após receber medalha, certificado e taça brindamos com espumante que era oferecido, juntamente com a turma toda fizemos a última foto da galera reunida.
Foi uma ótima experiência, uma atividade Divertida, descontração, exercício físico, tudo muito bem organizado pelo Senhor Luiz Faccin Caminhante.
Cheguei bem e depois vi que um calo se formou num dos dedos dos pés, segunda feira as dores musculares nas pernas eram muitas, com certeza se tivesse feito um audax 200 km de pedal estaria mais inteiro, como disse no começo, sendo audax não dá pra levar de barbada, independente da modalidade e distância.
Parabéns a todos os envolvidos nesse audax.

O coração do homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos. Pv 16:9


quinta-feira, 5 de maio de 2016

Audax do Espumante 2016- caminhada 25 km


Próximo Audax será o Audax do Espumante Caminhada de 25km.

Veja as primeiras informações em
https://www.facebook.com/events/591802787647358/

Link para inscrições:
Link do FORMULARIO: https://goo.gl/T3XXkA



Audax Caminhada seguindo o regulamento dos AudaxFranceses da União dos Audax Franceses e Audax Brésil
http://www.audaxbresil.com.br/regulamentos/4-regulamento-audax-marcha

Início da Caminhada em frente ao Hotel Casacurta na cidade de Garibaldi-RS
Percurso de 25 km de ida e retorno até o Vale dos Vinhedos.
Chegada e premiação na Estação da Maria Fumaça de Garibaldi-RS

Percurso=

Planilha do percurso=


Veja algumas fotos do percurso que será realizado nas estradas do interior de Garibaldi e na no Vale dos Vinhedos.
Excursão para Audax do Espumante
partindo da Santa Cruz do Sul, RS
Evento no facebook
https://www.facebook.com/events/1006151859472511/

Saída às 13 horas pontualmente em frente ao chafariz da Oktoberfest no dia 18/06/16 (sábado).
- Importante chegar 15/20 minutos antes para fazer o embarque com calma.
- As 16 horas visita agendada nas Vinícolas Peterlongo/Garibaldi.
- Após visitação vamos para os Hoteis Casacurta e Mosteiro São José para cada um fazer seu CHECK-IN.
- A noite jantar no restaurante Di Paolo.


Faça sua reserva no ônibus no link a seguir:
https://docs.google.com/forms/d/102GhHnHLEq8HdnRc9fdtxvp1d2c25d7t50Xk7Ru68L4/viewform?c=0&w=1

Após preencher o formulário efetuar o pagamento na Faccin Bicicletas da Euclydes Kliemann, 544 para confirmar sua reserva no ônibus.
Valor R$50,00
Reserva e confirmação até dia 15/06/16.
Mais informações pelo email mariane.schmidt@gmail.com ou pelos fones (051)9658-1974 ou (051) 3713-2281 com Luiz ou Mariane.


Opções de Hospedagem em Garibaldi=

Hotel Casacurta
Valor para apartamentos duplo ou triplo
Standard duplo: R$220,00
Luxo duplo: R$ 300,00
Luxo triplo: R$ 392,00
Telefone para contato: (54) 3462-2166

http://www.hotelcasacurta.com.br/

Hotel Mosteiro São José
Valor para quarto duplo ou triplo: R$85, 00 por pessoa
Telefone para contato: (54) 3462-4577


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Algumas questões sobre Audax Caminhada do Espumante

Respondendo algumas duvidas sobre Audax Caminhada.
Porque a inscrição precisa ser paga antecipadamente:
A inscrição tem que ser antecipada, pois precisamos encomendar seguro de acidentes pessoal, certificado e preencher os passaportes- alem de toda a estrutura da prova.

Chegue cedo
O horário de largada do Audax é 7h e o evento se baseia em uma pontualidade.
Para retirada do kit/ passaporte do Audax e demais orientações, esteja no local com 30 minutos de antecedência.

O que é Audax. Leia o regulamento
O regulamento é o que diferencia o Audax Caminhada de uma caminhada normal, pois e este que precisamos seguir.
Basicamente a caminhada é a 6 km/h e as paradas de 10 minutos a cada aproximados 50 minutos. Isto em um brevet de 25km, em brevets maiores esta freqüência de paradas é diferente. O tempo máximo do pelotão é de 5 horas para percorrer os 25km do percurso, mas o tempo máximo do último participante é de 5h 14 minutos e 59 segundos.
Audax é uma prova de regularidade e resistência, sendo que o brevet de menor distancia na modalidade marcha= caminhada é o de 25km.
O Audax é realizado mesmo em caso de chuva, calor, ou sol, o que pode aumentar a dificuldade para os participantes.

Percurso do Audax 25 km do Espumante
O percurso de Garibaldi- Vale dos Vinhedos é basicamente em estradas de asfalto e calçamento. A largada e no Hotel Casacurta e a chegada será na Estação Ferroviária de Garibaldi.
Confira a planilha do percurso e o gráfico da altimetria. Teremos 3 pontos de mais aclive durante o Audax 25 km. O ritmo e a média horária de caminhada é sempre de 6 km/h o que pode causar atrasos e mais dificuldade em alguns pontos do Audax do que em outros. Mantenha a atenção e tente evitar atrasos em relação ao Capitão de Rota.
O percurso do Audax do Espumante foi conferido, inclusive caminhando, por mais de uma vez.
O uso de GPS ou aplicativo de celular não é obrigatório e nem necessário para o participante.
O percurso é medido na estrada do percurso, ou seja, não são computados deslocamentos extras para idas e retorno ao Mercado, WC, acessos a locais para fotos. No caso de uso de algum aplicativo, é possível que a distancia medida seja maior do que a divulgada na planilha do percurso. Podem ocorrer diferenças entre um aparelho e aplicativo para outro, entre um relógio e outro, mas o tempo válido e computado é o do Capitão de Rota que estará guiando o pelotão.
As paradas programadas são cronometradas pelo capitão de Rota que excepcionalmente pode realizar alterações. O tempo válido nas paradas é o do capitão de Rota que vai a frente do Pelotão, Um participante que esteja caminhando na mesma média de deslocamento de 6 km/h, mas a 300 metros de distancia do Capitão de Rota, vai estar com aproximadamente 3 minutos de atraso. Na chegada em um PC/ Parada com um atraso de 300 metros e, ou 3 minutos , o participante vai ter 3 minutos a menos disponíveis para a sua parada.

O que tem nos pcs do Audax do Espumante?
PC-1 = 5280m- 7:52  parada de 10 minutos
água;
Frutas: banana, maçã.

PC-2 = 11500m- 9:06- parada de 10 minutos
água;
Frutas: banana, maçã.
Possibilidade de WC
Cafezinho da Zaccaron Alimentos

PC-3 = 16440m- 10:04 parada de 10 minutos
água;
Frutas: banana, maçã, Suco.
Possibilidade de WC

PC-4 = 18910m- 10:39 parada de 10 minutos
água;
Frutas: banana, maçã.
Possibilidade de Wc e compra no salão da comunidade

Chegada e premiação! Chegada pelotão às 12:00- 
Ultimo colocado chegada até 12:14:59
Premiação logo após a chegada, entrar em fila, até 13:15
Certificado, medalha, taça de espumante e espumante;
Ônibus turístico de transporte para o local de largada no Hotel Casacurta
Opção de hospedagem com diária a encerrar após o Audax, a confirmar com hotéis.

Carro de apoio
Teremos dois veículos na estrada durante o Audax do Espumante
Não estaremos tão distantes de Garibaldi e Vale dos Vinhedos, mas em caso de desistência o participante retornara ao local de largada e chegada, com algum dos carros, mas no final do Audax.
Em um dos veículos teremos um kit de primeiros socorros, onde será possível encontrar também alguns itens extras, por exemplo, creme contra assaduras.

Premiação
Será realizada em local turístico na Estação Ferroviária de Garibaldi
Premiação logo após a chegada, entrar em fila.
Certificado, medalha, taça de espumante e espumante;
Participante chega e na sequência e com calma.
Entrega o passaporte do Audax;
Recebe a medalha do evento;
Recebe o certificado de participação;
Recebe a taça de Espumante com a qual poderá realizar a sua foto para registro deste momento de comemoração;
Aguardar o 
Ônibus turístico de transporte para o local de largada no Hotel Casacurta

Passaporte
Passaporte Audax
Será entregue aos participantes antes da largada, deverá ser carimbado nos pcs, devolvido e assinado no final do Audax do Espumante. É responsabilidade do participante o transporte deste passaporte durante todo o percurso. O extravio significa a desclassificação do Audax, sem direito a recurso, pois isto é o regulamento que foi criado em 1904.

Este é o documento do Audax.


sábado, 15 de agosto de 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Inscrições para Audax e Caminhada do Espumante


Para realizar a sua inscrição preencha o formulário e aguarde retorno com informações

Clique Aqui para abrir formulário


Evento no Facebook

https://www.facebook.com/events/982096825147645/


quarta-feira, 17 de junho de 2015

Audax do Espumante 2015

Algumas fotos do percurso

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Aprendizados do Audax do Vinho

 Aprendizados do Audax do Vinho

O regulamento é o que diferencia o Audax Caminhada de uma caminhada normal, pois e este que precisamos seguir.
Basicamente a caminhada é a 6 km/h e as paradas de 10 minutos a cada aproximados 50 minutos. Isto em um brevet de 25km, em brevets maiores esta freqüência de paradas é diferente. O tempo máximo do pelotão é de 5 horas para percorrer os 25km do percurso, mas o tempo máximo do último participante é de 5h 14 minutos e 59 segundos.
Audax é uma prova de regularidade e resistência, sendo que o brevet de menor distancia na modalidade marcha= caminhada é o de 25km.

Ler o regulamento Audax Marcha

http://www.audaxbresil.com.br/regulamentos/4-regulamento-audax-marcha

Recortes do regulamento:

A formula Audax se define como uma prova de regularidade, a andamento imposto, conduzidos pelos  marchadores experientes, responsáveis de cada evento.
Um brevet Audax pedestre não é uma corrida, nem uma competição, mas uma prova de regularidade e de endurance, os participantes devem permanecer em grupos  na medida do possível.
O andamento médio é mantido entre cada controle à 6 km/h.
Qualquer caminhante que tomar a frente adiantando-se será solicitado pelo responsável para retornar ao grupo, sob penalidade de eliminação.
Qualquer participante que encontrar-se a mais de 15 minutos do guia do brevet não será mais considerado sob a responsabilidade do clube organizador. Se ainda deseja permanecer no âmbito do brevet e obtiver a homologação, ver-se-á na obrigação de reintegrar o pelotão o mais depressa possível.
Qualquer participante que se perder durante o percurso e que atingir o controle mais próximo possível por outro percurso e/ou por meios outros que não o pedestre, será eliminado imediatamente.
Qualquer participante que tem um comportamento incorreto, dos propósitos e os gestos não adequados, durante o desenrolar do brevet estará eliminado.
Os organizadores se reservam o direito de retirar a carta de rota dos participantes visivelmente sem condições psicológicas para continuar a marcha.
Os participantes deverão carimbar a sua carta de rota nos controles previstos e a apresentar a todo pedido de um responsável em garantir a regularidade do brevet.
Todo o participante que não se apresentar durante os 15 minutos seguintes a hora de abertura de cada controle se verá eliminado imediatamente.
São autorizados a eliminar ou expulsar um ou vários participantes por os motivos acima:
- o capitão de rota do brevet,
- os responsáveis do clube organizador do brevet,
- o ou os responsáveis de marcha de cada pais, membro da Euraudax, ainda  do Québec Audax, cada um em seu próprio território nacional.
O montante das inscrições representa uma participação nas despesas  de organização e de homologação dos brevets.
Os brevets devem ser conduzidos pelos marchadores experientes, aptos a dirigir regularmente a prova

Comentários

A primeira base do Audax Marcha/ Caminhada é o regulamento.

O Audax é um desafio pessoal, mas realizado em grupo. Repetindo: uma prova de regularidade, a andamento imposto, conduzidos pelos  marchadores experientes, responsáveis de cada evento. Não é uma corrida, nem uma competição, mas uma prova de regularidade e de endurance, os participantes devem permanecer em grupos  na medida do possível.

A segunda base do Audax Marcha é o percurso.

   Em cima das possibilidades do percurso, com as opções de estradas e do terreno e baseado no regulamento, o andamento do Audax é definido. O pequeno quebra cabeças do Audax é montando definindo distancias, relevo e opções de parada. Outros fatores influenciam a realização do Audax que é caminhado por pessoas.
    Quando me encontrei com o Presidente da UAF ( União dos Audax Franceses) o que aconteceu em 2010, antes da realização do primeiro Audax Caminhada do Brasil, recebi o conselho de não realizar Audax Caminhada de 25km com muitas subidas, pois os participantes provavelmente não estariam preparados para caminhar a 6 km/h  a subir.  O que o presidente da UAF deixou subentendido na frase é que os participantes dos brevets maiores, aqueles  com mais de 50km, deveria ser considerado de uma forma diferente.
Quando se tem em contato com pessoas é sempre importante estar atento aos fatores psicológicos de cada frase.  Antes do Audax do Vinho escrevi que o percurso seria realizado nas estradas mais planas do interior do município de Monte Belo do Sul, mas não escrevi que o percurso do Audax não tinha subidas. Detalhes que podem refletir muito, se por exemplo eu escrevesse: o Audax do Vinho será realizado em estradas com várias subidas. Independente da informação estar mais, ou menos correta, o que pode depender do entendimento de cada um em relação ao que é uma subida, ou melhor, ao o que representam várias subidas, as expectativas de cada participante são diferentes.

O que o regulamento do Audax não diz?
Que o Audax Marcha é um desafio individual e de andamento livre;
Cada participante deve estar atento a média de andamento, a direção a seguir e aos quilômetros percorridos.
Cada participante deve decidir em que direção seguir, quando e como seguir caminhando.

O que é bom no Audax Caminhada
Segundo muitos dos participantes, inclusive do Audax do Vinho, o melhor é poder seguir caminhando e conversando em grupo, vendo belas paisagens e realizando distancias maiores sem enfrentar tantas dificuldades quanto às imaginadas a princípio.

 O que o participante do Audax precisa fazer?
Basicamente: Seguir o Capitão de Rota permanecendo junto/ próximo ao grupo caminhando a aproximadamente 6 km/h e obedecendo aos horários, avisos e orientações do Capitão de Rota.

O que o participante do Audax caminhada não precisa fazer?
Definir e decidir o percurso e as opções possíveis;
Controlar a velocidade de andamento do grupo;
Controlar o andamento do grupo;
Medir as distancia do percurso;
Definir horários e locais de paradas;
Outros

O que é bom, o que precisa, o que não precisa.
Se o Audax Caminhada, com Capitão de Rota e regulamento, não fosse bom, ele não teria mais de 110 anos de história.

Leia a história do Audax Marcha:
http://www.audaxbresil.com.br/historia/16-historia-audax-marcha

É bom por ser com pessoas, todas muito especiais;
É bom por ser em grupo e nos permitir fazer amigos e conversar;
É bom por apresentar algum desafio. É bom por ter algumas subidas e me fazer sentir a necessidade de melhorar;
É bom por ter um guia chamado Capitão de Rota, sem que eu precise me preocupar com o caminho e com tudo;
É bom por ser organizado e ter/ exigir alguma disciplina e regularidade;
É bom por ser um exercício saudável, por ter belas paisagens e outros;
É bom por ser em data e local previamente definido, por ser um evento especial que não é parte da rotina.

Considero que já esteja mais do que escrito tudo o que é fundamental neste texto.

Não considero o Audax bom por ter premiação, pois nem isto é obrigatório, mas sim opcional.

Questões extras

Porque utilizar GPS em um evento realizado em grupo e de forma guiada, quando se tem a opção de estar mais atento a paisagem e as outras pessoas?
Porque colocar em duvida a distancia realizada no percurso do Audax quando se sabe, ou deveria saber que o percurso deve ter no mínimo 25km?
Porque colocar em duvida a distancia realizada no percurso do Audax quando se deveria saber, que o percurso foi previamente percorrido e conferido?
Porque colocar em dúvida a distancia de um Audax quando a planilha com as distancias e os horários já havia sido previamente divulgada?
Porque questionar um regulamento que deveria ter-se previamente lido e entendido?
Porque controlar cada minuto da realização de um percurso quando se tem a vantagem e a oportunidade de poder apenas seguir?

Este texto, caso seja possível terá uma continuidade com um relato do Audax do Vinho.


Luiz M. Faccin